Posts Tagged ‘ajuda’

Prática ágil: busque e compartilhe o conhecimento

2 de setembro de 2010

Sintoma: os desenvolvedores de um projeto jamais enfrentaram um tipo de problema e decide resolvê-lo. Uma história começa a ser desenvolvida, mas o mesmo fica parado diversas vezes em pequenos detalhes que impedem completá-la pois ninguém na equipe possui tanta experiência com a ferramenta: existem mais dúvidas do que respostas na equipe.

Ação: participe ativamente em listas e fóruns de discussão de plataformas ou linguagens, como o Tectura, o GUJ ou o guru-sp.

As chances de outras empresas e desenvolvedores terem passado pelos mesmos problemas que nós em algum momento no passado é muito grande. Em toda singularidade de nossos projetos, a similaridade é muito grande.

Em casos pequenos como uma mensagem de erro jamais vista, buscadores são seus amigos, como quando procuramos no google entre as páginas do brasil a mensagem exata de erro “java.lang.IllegalStateException: Response already committed”:

Busca por IllegalStateException

Buscando por uma exception no google entre as páginas do Brasil: ajude a comunidade local a se desenvolver.

Em casos em que não encontrar publicada a resposta para sua pergunta, não deixe de aproveitar para colaborar: compartilhe suas dúvidas e soluções.

Como professores, sabemos que escrever a dúvida ajuda no processo do desenvolvedor entender o seu próprio problema. Ajuda a expressar aos outros um conceito e problema abstrato: algo que requer exercício para dominar.

Quando tentamos explicar o que está ocorrendo conosco para terceiros somos obrigados a pensar nele com mais calma do que o momento de estresse no qual estamos tentando as soluções.

Ao mesmo tempo ajudar outros a resolverem problemas facilita o processo de assentamento do aprendizado uma vez que o processo de explicação exige uma estruturação maior do que foi aprendido. Criar um blog público sobre tópicos do desenvolvimento dentro da empresa e, principalmente no início, incentive a criação de um posts regulares até o momento em que compartilhar as experiências se torne algo natural.

Utilizar os fóruns para compartilhar as idéias, começando novas threads como no caso do Tectura, é um exercício ainda melhor onde não só doamos parte de nosso conhecimento para um mercado de maior qualidade mas também aumentamos nossa capacidade de expressar nossas idéias.

Se o assunto for grande o suficiente, considere escrever para as revistas da área, sites de notícias ou apresentar em grupos de usuários e eventos.

Prática: abra mão de começar pela solução mais elegante

23 de agosto de 2010

Sintoma: um desenvolvedor começa a implementar uma funcionalidade e já no início, em algo simples e que resolveria o problema de maneira elegante, está com problemas em algo pequeno e aparentemente ilógico, que deveria funcionar. Por esse motivo a equipe não conseguem continuar com a funcionalidade, com a qual se debatem durante algumas horas.

Ação: deixe de lado a solução mais elegante temporariamente. Se possível siga a prática de baby steps. Procure ajuda em um fórum ou lista de discussão, e implemente uma solução mais simples e básica enquanto isso.

Se o desenvolvedor julga a solução daquele trecho de código algo simples e perde muito tempo para implementar, temos um indicador de um de dois possíveis motivos:

a) se a solução era tão simples quanto imaginado, ela não deveria ter demorado tanto tempo, portanto a solução não é tão simples assim: abra mão dela e implemente uma mais simples

b) com o cansaço mental em cima do problema, fica difícil ver um erro pequeno e geralmente bobo que impede o correto funcionamento.

Independente de qual dos dois for o problema, compartilhe ele de maneira assíncrona – lista ou fórum – com outros que estão com a cabeça fresca e não viciada no problema.

Listas e foruns

Listas e fóruns são úteis para buscar e discutir abordagens.

As metodologias ágeis deixam claro que tentar lançar o produto perfeito já na sua primeira versão é algo extremamente difícil e penoso. O mesmo é aceito amplamente para o design da aplicação, mas ainda temos dificuldade de aceitá-lo para qualquer pedaço de código, o baby step.

O produto perfeito

Duke Nuke Forever: em busca da qualidade técnica máxima

Praticar dojos também ajuda a não ficar impedido nesses instantes e evitar o desperdício uma vez que a prática de baby steps é reforçada o tempo todo.

Podemos buscar a perfeição técnica e de produto, mas não devemos começar com ela: alcança-la é um processo.