REST a partir do zero

29 de abril de 2010

Esse é o primeiro post em uma série mostrando como usar Rails e Restfulie no servidor e Restfulie e Mikyung no cliente para criar uma arquitetura REST.

Nesse primeiro vídeo de 10 minutos você aprende a implementar em uma linha de código do Restfulie diversas representações (xml, json, atom) no servidor e também com uma linha, a enviar, receber, atualizar etc dados a partir do cliente.

Nos próximos vídeos sairemos do nível 1 do modelo de maturidade de uma arquitetura REST e passaremos para sistemas completamente REST.

Quaisquer dúvidas, junte-se ao nosso mailing list ou fale comigo no twitter.

Anúncios

7 Respostas to “REST a partir do zero”

  1. Rafael Says:

    Guilherme o link da mailing list está errado. Tem um “s” a mais no group.

  2. guilhermesilveira Says:

    Atualizei no post .

    Obrigado Rafael!

  3. dorô Says:

    Muito bom. Parabéns.


  4. Guilherme meus parabéns.
    Ha algum tempo estou procurando informações sobre os diversos níveis da arquitetura.
    A idéia é avançar entre eles?


  5. muito bom. teremos mais videos? estava procurando a parte 3, mas não encontrei em lugar algum.

  6. guilhermesilveira Says:

    opa rafael, tem em ingles em http://blog.caelumobjects.com
    devo traduzir para o portugues em breve

    abraco!

    • lalaa Says:

      It is not usually Marxism’s grfoilication of the proletariat or its criticisms of industrial abuses that raise our ire, but the fact that it requires a coercive and mammoth state to carry out its aims in the name of a positivist philosophy not unlike Distributism. I will concede that a distributist state would require no more power than was required by Marxist governments in their effort to move property from one group to another. I think Prof. Storck is leaving us with an unfair choice between Statism and Corporatism. Neither are even possible without the other, just ask Gazprom, GM, or Fannie Mae. Furthermore, a false analogy is being made between individual and public vices economics is not like marriage, I’m sure most spouses would object to the introduction of competition. When governments don’t guarantee loans and grant monopolies, the market is self-regulating. This is not blind faith, but an observed economic law [just watch how the GOP candidates go after Romney]. From what I can glean from the Distributist literature I’ve read, most are content to have a larger share of a much smaller pie and compel the rest of us to also. Prof. Strock, do you still stand behind your comments in the NOR last year where you called for the excommunication of the Austrian cult ?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: